Quando nascem os “dentes de leite”?

Os primeiros dentes que nascem são os “dentes anteriores inferiores” (os incisivos centrais inferiores decíduos), por volta do 6º mês. Um alerta aos pais é para o nascimento dos “dentes posteriores” (primeiro molar decíduo), pois os mesmos nascem por volta do 16º mês, quando ainda não nasceram todos os “dentes da frente”.

Com que idade começam a nascer os dentes permanentes?

Normalmente, por volta dos seis anos. Vale ressaltar que os pais reforcem o cuidado com a higienização dos primeiros molares permanentes, pois estes nascem sem que aconteça a exfoliação (queda) de um dente de leite. São, geralmente, acometidos por cárie, pois a criança está acostumada a escovar somente na região dos dentes de leite e os primeiros molares permanentes nascem posteriormente a eles.

Qual a importância do uso do flúor?

O flúor ajuda a fortalecer a camada mais externa do dente, diminuindo o aparecimento da cárie. É importante ressaltar que o flúor, assim como qualquer medicação, tem indicação e quantidade específica que depende da necessidade de cada criança, a qual precisa ser detectada pelo dentista que indicará se serão feitas aplicações no consultório (sob a supervisão do dentista) ou em casa (sob a supervisão dos pais).

É bom usar “pasta de dente”?

A pasta ou creme dental pode ser um bom aliado dos pais para estimular seus filhos a desenvolverem o hábito da escovação. Porém, os pais precisam ser informados sobre a quantidade correta e sobre o monitoramento da criança para impedir a ingestão do produto.

Qual “pasta de dente” é mais indicada?

As pastas de dente disponíveis para crianças são pastas com flúor e sem flúor. A indicação depende da necessidade de cada criança, que é diagnosticada pelo dentista.

Como evitar que a chupeta prejudique os dentes das crianças?

Deixe a criança o mínimo possível com a chupeta. Para isso, alguns hábitos podem ser bastante úteis como não deixar a chupeta disponível o tempo todo, tirando-a do campo de visão da criança e não ofertar, a menos que ela solicite.

Até que idade a criança pode fazer uso da chupeta?

O ideal seria remover gradualmente este hábito até a idade de 2 anos, pois nesta fase existe a possibilidade do próprio desenvolvimento ósseo da criança corrigir as possíveis desarmonias faciais causadas pela chupeta. Caso os pais não consigam, recomenda-se que a idade de 3 anos seja o limite.

O que o uso prolongado da chupeta pode causar?

O hábito de sucção de chupeta, quando prolongado além do limite recomendado, pode desencadear alteração no crescimento e na harmonia dos ossos da face como, por exemplo, a mordida aberta (quando os dentes superiores não tocam nos dentes inferiores) e ou mordida cruzada posterior (quando os dentes posteriores superiores não recobrem os dentes posteriores inferiores).